Bem-vindo ao nosso site. Este espaço destina-se à divulgação do IV Seminário Internacional Sobre Capitalismo Burocrático na Explicação do Subdesenvolvimento e do Atraso Social:  Brasil -  Índia.

APRESENTAÇÃO

O IV Seminário Internacional Sobre Capitalismo Burocrático na Explicação do Subdesenvolvimento e do Atraso Social: Brasil, Espanha e Índia visa aprofundar o diálogo entre os diversos pesquisadores do campo das Ciências Sociais para a compreensão da realidade social de países de capitalismo atrasado, também conhecidos como países de Capitalismo Burocrático. O desenvolvimento desses países deu-se a partir da necessidade de exportação de capitais por parte das grandes economias capitalistas, e não pela transformação radical da realidade político-econômico-social dos aludidos países.

Os países de Capitalismo Burocrático apresentam uma realidade onde o modo de produção capitalista se assenta, fundamentalmente, em relações semifeudais de produção, e até mesmo em relações mais anacrônicas como as escravistas.

Este conjunto de questões está diretamente relacionado com a atual realidade brasileira, mais uma vez confirmada pelo Censo Agrário do IBGE (publicado em 2009), que revela o aumento da concentração de terra e de renda no nosso país, que também é, segundo a ONU,  o terceiro país do mundo em concentração de renda.

OBJETIVO

Promover o intercâmbio entre professores e pesquisadores nacionais e internacionais no estudo dos determinantes do subdesenvolvimento e do atraso social nos países de capitalismo atrasado, divulgando resultados destes entre professores e alunos dos programas de pós-graduação, discentes integrados em Grupos de Pesquisa e Extensão e representantes dos movimentos sociais, contribuindo para a divulgação e aprofundamento do conhecimento teórico neste campo.

 

Recife (UFPE): 24 a 27 e 29 de setembro de 2012

Maceió (UFAL): 28 de setembro de 2012

Carga horária: 30 h

Taxa de inscrição: R$ 10,00

 

PROGRAMAÇÃO

1 - Minicurso sobre Capitalismo Burocrático

Docentes: Profa. Dra. Fátima Siliansky de Andreazzi    (UFRJ), Profa. Dra. Nazira Correia Camely (UFF) e participação dos professores visitantes.

I - Introdução: 1) O marxismo e suas partes constitutivas: filosofia marxista, socialismo científico e economia-política; 

2) A     luta por uma concepção científica do mundo e as etapas do marxismo.

II - O imperialismo.

III – Capitalismo Burocrático: semicolonialismo e semifeudalidade (grande propriedade, semisservidão e coronelismo).

IV – Capitalismo Burocrático: capitalismo monopolista estatal e capitalismo monopolista não estatal.

V – Classes sociais em países de capitalismo burocrático.

VI – O desenvolvimento do caminho latifundiário: as formas associativas e parcelárias de reforma agrária.

VII – Tipos de estado nas sociedades de capitalismo burocrático.

 

2 – Conferência

I - A economía semifeudal indiana e as atuais mudanças na vida da população camponesa

Prof. Dr. Amit Bhattacharyya

(Departamento de História da Universidade de Calcutá – Índia)

         

3 - Sessão de Comunicações:

 

Esta atividade consiste na apresentação dos estudos e pesquisas, sobre a aplicação do conceito de capitalismo burocrático, que tem sido desenvolvido por pesquisadores no Brasil.

 

COMISSÀO DE COORDENAÇÃO

  • Prof. Dr. José Nascimento de França (Programa de Pós Graduação em Serviço Social da UFAL)
  • Prof. Ms. Moisés Diniz de Almeida (Universidade Estadual de Petrolina-UPE)
  • Profª.  Dra. Maria de Fátima Siliansky de Andreazzi - Universidade Federal do Rio de Janeiro / UFRJ
  • Profª Dra. Nazira Correia Camely - Universidade Federal Fluminense / UFF

CONTATOS

Prof. Dr. José Nascimento de França

(82) 9614-7073 / jnfranca_@hotmail.com

 

INCRIÇÕES

Através do link:

http://cms.ivseminariocb.webnode.com/contate-nos/

 

Com direito a certificado/ Carga horária:30h

Email: seminariocapbur@gmail.com

 

Conta bancária para efetuar a inscrição

Agência: 1242 op 013. Conta/Corrente: 00060911-1

Caixa Econômica Federal – Iniciais: MFS

 

Local do Seminário

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (Campus - Recife).

Universidade Federal de Alagoas- UFAL (Campus A.C Simões – Maceió).

 

INSTITUIÇÕES PROMOTORAS

  • Grupo de Pesquisa Cultura, Identidade e Movimentos Sociais / Programa de Pós-Graduação em Serviço Social/Faculdade de Serviço Social –UFAL.
  • Departamento de História – Universidade de Pernambuco – UPE / Campus de Petrolina
  • Faculdade de Economia -  UFF.
  • Grupo de Pesquisa Economia, Saúde e Sociedade – UFRJ

 

Coordenação local:

Bruna Carolina - Graduanda do Curso de Pedagogia - UFPE.

Flávio Pereira - Graduando de História - UPE.

Fernando Milton - Graduando do Curso de História -UFAL.

Thiago Henrique - Graduando de C. Sociais – UFPE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IV Seminário Internacional Sobre Capitalismo Burocrático na Explicação do Subdesenvolvimento e do Atraso Social: Brasil e Índia

24/09 a 29/09/2012

 

RELATÓRIO

 

Mini-curso sobre capitalismo burocrático: Uma média de 70 pessoas participaram dos três dias das atividades. A programação consistiu de:

 

I – Introdução:

 

     1) O marxismo e suas partes constitutivas: filosofia marxista, socialismo científico e economia política;

     2) A luta por uma concepção científica do mundo e as etapas do marxismo.

 

II - O imperialismo.

 

III - Capitalismo burocrático: semicolonialismo e semifeudalidade (grande propriedade,    

        semisservidão e coronelismo).

 

IV – Capitalismo burocrático: capitalismo monopolista estatal e capitalismo monopolista não

        estatal.

 

V – As classes sociais nos países de capitalismo burocrático.

 

VI – O desenvolvimento do caminho latifundiário: as formas associativas e parcelárias de

         reforma agrária.

 

VII – Tipos de Estado nas sociedades de capitalismo burocrático.

 

- Os participantes eram professores e estudantes das universidades: Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (estudantes principalmente dos primeiros períodos dos cursos de pedagogia, serviço social, geografia, história, letras, arquitetura e direito), Universidade de Pernambuco - UPE – Campus Petrolina, Universidade Federal de Alagoas – UFAL, Universidade Federal de Rondônia e da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

 

- Perguntas e comentários durante o mini-curso:

a) Temas gerais

- O socialismo e a revolução no Brasil.

- Algumas questões relacionadas à contra-propaganda sobre a experiência socialista na URSS e na China, abordando questões sobre ditadura e democracia.

- A política dos países imperialistas e as conseqüências sobre as massas. A história das revoluções, a teoria do proletariado e a necessidade de um partido revolucionário.

- Características de um país semifeudal e semicolonial.

- O caráter do Estado no capitalismo.

- A revolução em países semifeudais e semicoloniais segundo a Revolução Chinesa.

- A crise do capitalismo em um país semifeudal.

- Diferenças entre as frações da grande burguesia na dominação sobre as massas.

- Participação da burguesia burocrática no poder estatal.

- Esclarecimento sobre o conceito de burguesia burocrática.

- Pugna entre as frações da grande burguesia pelos negócios no país e a crise do imperialismo.

- As condições para a revolução no Brasil e por que ela ainda não se realizou.

- Cidade e campo: aspectos populacionais.

- Precisão conceitual de semisservidão a partir de Marx.

- Papel do Estado na construção da infraestrutura nos países imperialistas.

- Definição de média burguesia ou burguesia nacional.

- Uso da força de trabalho dos imigrantes nos países imperialistas como relação de semifeudalidade.

- O método da economia política de Karl Marx.

 

- Outros temas:

- A escola nos países de capitalismo burocrático. Abordou-se a partir da exposição das três linhas do capitalismo burocrático (no campo, na indústria e no ideológico) e de como a política educacional é anticomunista e antimarxista e para tal é necessário estudar as leis e os projetos educacionais.

- Condições de trabalho nas obras da hidrelétrica do complexo do Madeira em Rondônia e a repressão sobre os trabalhadores depois da greve, inclusive com torturas e desaparecimentos.

- O coronelismo na gestão de políticas estatais.

- As frações da grande burguesia e o governo Lula.

- O saque sobre a Amazônia e o problema energético.

- Os estudos de Milton Santos sobre globalização.

- Trabalhadores ambulantes nas metrópoles.

 

 

 

Conferências do professor Amit Bhattacharyya

- No dia 25/09/2012 o professor proferiu as palestra “Mulheres no movimento maoísta na Índia” e no dia 26/09/2012  “A economia semifeudal indiana e as atuais mudanças na vida da população camponesa”.

           

 

Sessão de comunicações

Realizada em 27/09/2012 na UFPE e consistiu na apresentação de trabalhos que aplicam as categorias do capitalismo burocrático no Brasil.

 

Título do trabalho

Autor (es)

Semifeudalidade em Alagoas: Origens e expressões atuais

José Nascimento França, Mônica Silva de Lima,

Filipe Santos Almeida, Fernando Milton S. de Mendonça-UFAL

Imperialismo e políticas de saúde no Brasil

 

Maria de Fátima Siliansky de Andreazzi - UFRJ

Reflexões sobre a constituição

do capitalismo brasileiro

 

Luiz Carlos de Freitas - UERJ

O capitalismo burocrático na Amazônia (Rondônia): imperialismo, coronelismo e educação

 

Marilsa Miranda de Souza - UNIR

A realidade da pequena produção camponesa

como prática pedagógica

 

Moisés Diniz de Almeida , Sérgio Nere Santana, Flávio Pereira

– UPE-Campus Petrolina

Corumbiara: massacre ou combate. A luta pela terra na fazenda Santa Elina e seus desdobramentos

 

Márcio Marinho Martins

- professor de história da rede pública de Rondônia

Vida e obra de Jorge Amado - a literatura como expressão das contradições da vida real

 

Flávio Pereira – UPE-Campus Petrolina

Terra, economia e sociedade no Brasil: formação econômico-social e questão agrária a partir da tese do Capitalismo Burocrático

 

Alisson Diôni Gomes – UNIR

Semicolonialismo e as concepções pedagógicas das políticas educacionais

 

Paulo Aparecido Dias da Silva – UNIR

 

 

Homenagem da Liga de Camponeses Pobres do Nordeste ao professor José Nascimento França da UFAL.

No encerramento das atividades do seminário os camponeses homenagearam o professor Nascimento por sua longa história de apoio aos lutadores sociais. Foi entregue ao homenageado um banner com fotos de áreas camponesas e os dizeres:

 

 

Viva a Revolução de Nova Democracia Ininterrupta ao Socialismo!

 

A tempestade revolucionária devastará o velho e podre da sociedade capitalista, que emperra o desenvolvimento das novas lavouras da humanidade. Indispensável é conhecer o terreno onde as massas plantam a nova democracia para colher o poder. Assim, nós da Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste saudamos o imprescindível trabalho intelectual, nos estudos e nas sínteses das características do capitalismo burocrático em nosso país, que presta apoio à Revolução Brasileira.

 

Viva a Revolução Agrária! Terra para quem nela vive e trabalha!

 

 

Atividades do IV Seminário na Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

- No dia 28/09/2012 foram realizadas a conferência do professor Amit Bathacharrya, Semifeudalidade na Índia e a apresentação dos trabalhos dos professores Marilsa Mirande de Souza (UNIR), O capitalismo burocrático na Amazônia (Rondônia): imperialismo, coronelismo e educação e de Márcio Marinho Martins (Rede Estadual de Educação de Rondônia) Corumbiara: massacre ou combate. A luta pela terra na fazenda Santa Elina e seus desdobramentos. Houve também a apresentação do Projeto de Pesquisa Semifeudalidde em Alagoas: origens e expressões atuais pelo professor José Nascimento de França e seus orientandos Fernando Milton Silva de Mendonça e Monica Silva de Lima.

 

Visita à Catende-PE

No dia 29/09/2012 realizou-se uma visita à Catende com o principal objetivo de conhecer a realidade dos camponeses em uma área dse canavial e a mudança na vida deles após a realização do corte popular na área camponesa Associação Santa Luzia.

 

- O próximo seminário sobre capitalismo burocrático será realizado em 2014 no Nordeste do Brasil.